Apartamento compacto com alma jovem

Obra revela mix de texturas, cores e volumes

Cilene Monteiro Lupi  (Foto: fotos Alexandre de Oliveira/ div)

Tons neutros, combinação de materiais, elementos aconchegantes e iluminação que valoriza o décor são comumente presentes nos projetos da arquiteta Cilene Monteiro Lupi. Neste apartamento, na Chácara Santo Antônio, em São Paulo, a profissional recorreu mais uma vez a esse conjunto de soluções, a fim de atender às necessidades do jovem casal, que tem um filho pequeno.

Cilene Monteiro Lupi  (Foto: fotos Alexandre de Oliveira/ div)

Com 78 m², o imóvel não sofreu modificações estruturais. A intervenção focou a conquista de ambientes confortáveis e estratégias para trazer amplitude. Este desejo justifica o uso de espelhos na sala de jantar, que também recebeu mesa de vidro e cadeiras transparentes (Arredatori).

Cilene Monteiro Lupi  (Foto: fotos Alexandre de Oliveira/ div)

Muito leve, a marcenaria em laca branca feita sob medida foi crucial para assegurar funcionalidade e evitar excessos no décor. Para adicionar sofisticação ao living, a parede que acomoda a TV ganhou revestimento de couro.

Cilene Monteiro Lupi  (Foto: fotos Alexandre de Oliveira/ div)

Já a parede oposta e a da sala de jantar receberam um mosaico de pedras da Mosarte. A textura do material foi evidenciada pelo projeto de iluminação, que empregou forro flutuante, luz indireta nas laterais e pontos de led embutidos.

Cilene Monteiro Lupi  (Foto: fotos Alexandre de Oliveira/ div)

Em conexão com a rusticidade do mosaico, para o lavabo foram especificados seixos pretos telados (Asia Pedras) e bancada de madeira. Na cozinha, o revestimento adesivado (V10) adicionou personalidade e calor ao ambiente, sem comprometer o aspecto de modernidade desejado pelos moradores.

Cilene Monteiro Lupi  (Foto: fotos Alexandre de Oliveira/ div)

No quarto do casal, a cabeceira foi revestida com camurça para adicionar sensação de acolhimento. Para maximizar a amplitude, o cômodo recebeu armários com portas de espelho.Já no quarto infantil o projeto focou em criar uma atmosfera lúdica. Daí a piscina de bolinhas e o closet instalado na parte de baixo do beliche/castelinho.

Cilene Monteiro Lupi  (Foto: fotos Alexandre de Oliveira/ div)
Cilene Monteiro Lupi  (Foto: fotos Alexandre de Oliveira/ div)
Cilene Monteiro Lupi  (Foto: fotos Alexandre de Oliveira/ div)
Cilene Monteiro Lupi  (Foto: fotos Alexandre de Oliveira/ div)
Cilene Monteiro Lupi  (Foto: fotos Alexandre de Oliveira/ div)
Cilene Monteiro Lupi  (Foto: fotos Alexandre de Oliveira/ div)
Cilene Monteiro Lupi  (Foto: fotos Alexandre de Oliveira/ div)
Fonte: Casa Vogue
Anúncios

Ideias de quartos modernos

Há uma infinidade de estilos a seguir quando se trata de design de quarto…
Seguem algumas ideias que podem ser utilizadas.

Piscinas transparentes são tendência residencial

As piscinas são apaixonantes e tê-las em casa é um projeto que proporciona aspecto quase luxuoso. Há uma grande variedade e tipos e cada vez mais surgem novidades na área. Elemento que disponibiliza beleza própria onde é instalada, as piscinas despertam o desejo de muitos. As piscinas além de proporcionaram beleza, descontração e relaxamento é também uma oportunidade de manter a proximidade com um elemento da natureza renovador, a água. A variedade de projetos para piscina vem aumentando e cada vez mais ficam famosos

 

As piscinas transparentes são projetos ousados que esbanjam beleza e sofisticação. O design de sua construção permite, conforme o angulo e execução do projeto, visualizar o interior da piscina assim como quem esta submerso na mesma. Esse tipo de piscina é mais facilmente encontrado em academias, clubes ou hotéis, onde o fluxo de pessoas é maior e constante, oferecendo assim uma atração à parte. O tipo de vidro utilizado para construção das piscinas transparentes deve ser o laminado temperado que apresenta maior resistência e deve dispor de espessura específica para esse caso, oferecendo maior segurança para realização do projeto.

 

As piscinas transparentes causam um efeito impactante a quem visualiza, por oferecer a percepção do seu interior e deixar evidente a água que a compõem. Sua característica expositiva causa também uma sensação irresistível pra o observador. As piscinas transparentes não exigem nenhum cuidado além dos que são realizados em piscinas comuns como a limpezae manutenção preventiva.

Fonte: Clickobra

11 ideias para mudar a parede da sua casa

Tinta, papel, tecido, mosaico de vidro – tendo esses materiais como aliados, profissionais do décor colorem os ambientes de forma original, elegante e despojada. Veja, abaixo, uma seleção especial com ideias para lá de modernas!

  (Foto: Maíra Acayaba)

SEM MODERAÇÃO
Por Fábio Galeazzo

Um traço comum aos ambientes assinados pelo designer de interiores Fábio Galeazzo é o cromatismo intenso. “Gosto de adotar referências multicoloridas e contrastá-las com tonalidades terrosas e texturas naturais”, diz. Na sala de jantar deste apartamento em São Paulo, Galeazzo apostou mais uma vez nessa combinação. O papel de parede desenhado por ele e produzido pela Tergoprint sobressai diante da mesa Concorde e das cadeiras Grace, da Poliform, na Casual Interiores. As fotos nos cavaletes são do Gabinete D.

   (Foto: Andrea Martiradonna)

AMPLITUDE VISUAL
Por Dana Frigerio

Foi depois de uma visita ao Hotel Carlton em St. Moritz, na Suíça, que a paisagista italiana Dana Frigerio apaixonou-se por listras verticais. “Adorei o efeito óptico obtido nos corredores do hotel, onde faixas desse tipo cobrem até os móveis”, revela. Ao voltar para sua casa, em Blevio, às margens do Lago de Como, Dana decidiu reproduzir o padrão na parede do seu quarto, onde o grafismo ajudou também a dar mais amplitude ao ambiente. “A inspiração pode estar em qualquer lugar. A ideia de combinar azul e rosa, por exemplo, veio de um vestido de Vivienne Westwood que vi em um desfile de moda”, comenta.

   (Foto: André Nazareth)

VERMELHO TROPICAL
Por Chicô Gouvêa

A decoração deste apartamento no bairro do Leblon, no Rio de Janeiro, foi pensada de modo a valorizar o gosto dos proprietários por obras de arte. Para as paredes da sala de jantar, buscou-se uma tonalidade quente, capaz de realçar a presença da expressiva tela de Di Cavalcanti ali exposta. Após muitas pesquisas, a escolha do arquiteto Chicô Gouvêa recaiu sobre a tinta acrílica Lugar de Festa, da Coral, com acabamento fosco. Também compõem a decoração uma mesa que leva perfis metálicos e tampo de vidro, desenhada pelo próprio Chicô, e luminárias Krisalide, de Andrea Cerretelli e Fabiana de Andrade, da La Lampe.

   (Foto: Richard Waite)

PURA SOFISTICAÇÃO
Por Intarya

Seda pura pintada à mão com detalhes bordados é o material que veste as paredes desta sala de jantar em Londres. O ambiente foi concebido para uma família que buscava um espaço onde pudesse realizar jantares e coquetéis formais. A estampa do tecido, desenvolvida pelo designer brasileiro Daniel Kostiuc, do escritório Intarya (sediado na capital inglesa e em fase de abertura de sua filial paulistana), em parceria com a Fromental, inspira-se na arquitetura do edifício, construído no século 19. “O objetivo foi criar um ambiente que combinasse elementos históricos com acabamentos contemporâneos”, aponta Kostiuc. Destaque também para o chandelier da Bisazza, o espelho da Baroncelli e a mesa de jantar da Intarya Bespoke.

   (Foto: Denilson Machado/MCA Estúdio)

COMO UMA ONDA
Por Paula Neder

A calçada central da avenida Atlântica, no Rio de Janeiro, desenhada pelo paisagista Roberto Burle Marx, serviu de inspiração para a arquiteta Paula Neder projetar este vibrante mosaico geométrico. A parede, que mistura tons de azul, verde e amarelo, além do branco, é parte do banheiro de hóspedes de um apartamento em frente à praia de Copacabana. Paula conta que o local pertence a um executivo francês apaixonado pelo Rio. Daí a pertinência de se criar um ambiente descontraído e surpreendente, que fizesse referência à icônica cidade. Os mosaicos de vidro são da Vidrotil, e as louças e os metais, da Deca.

   (Foto: Sérgio Israel)

TEXTURA QUENTE
Por Denise Monteiro

Tecido foi a escolha da arquiteta Denise Monteiro para aquecer o décor deste apartamento no bairro paulistano do Morumbi. “Optei por um modelo de viscose com relevos para dar um toque vintage a este ambiente contemporâneo”, diz ela. A estampa escolhida (Aroeira Sol), da Regatta Tecidos, também adiciona movimento ao cômodo onde predominam peças atemporais, como a lounge chair de Charles & Ray Eames (1956), a luminária da Regatta Home e a mesa lateral da Artefacto. O piso é de mármore perlino bianco.

   (Foto: Luis Ridao)

TRADIÇÃO ANDALUZA
Por Jaime Parladé

O estilo rústico que caracteriza as construções da Andaluzia, no sul da Espanha, norteou a ambientação eleita para o banheiro desta residência em Carmona, cidade localizada naquela região. O designer Jaime Parladé, que vive em Málaga, dividiu as paredes horizontalmente em três faixas, tingidas com cimento pigmentado. O piso recebeu ladrilhos hidráulicos com estampa geométrica – em preto, cinza e branco, as peças promovem um interessante contraste com o verde e o vermelho.

  (Foto: Divulgação)

PERSONALIDADE MARCANTE
Por Marina Linhares

Às vezes, um elemento preexistente acaba induzindo as escolhas da decoração. Foi o que aconteceu no banheiro desta suíte em São Paulo. “A cuba de mármore verde alpi pedia um revestimento com personalidade”, revela a arquiteta Marina Linhares. No caso, a escolha foi um papel de parede da Sandberg, fornecido pela Wallpaper, inspirado nos painéis de tapeçaria francesa do século 18, com motivos botânicos. Piso de mármore da Mont Blanc, torneira da Louvre e espelho da IV Centenário.

   (Foto: Edu Castello)

EQUILÍBRIO GEOMÉTRICO
Por Maximiliano Crovato

Para o espaço atrás da cama deste quarto, o designer de interiores Maximiliano Crovato buscava algo impactante e, ao mesmo tempo, harmonioso em relação ao resto do ambiente. Objetivo alcançado com o papel de parede da Celina Dias. “As cores que compõem a estampa estão representadas em outros locais da suíte. O verde-claro pinta as demais paredes, o café com leite e o chocolate estão na roupa de cama da Trousseau e o turquesa se faz presente na cúpula da luminária sobre a mesa de cabeceira”, destaca Crovato. A iluminação, obtida com as arandelas da Dominici e o abajur da Lumini, valoriza a estampa.

  (Foto: Salvador Cordaro)

LUXO ATEMPORAL
Por João Mansur

As andanças do arquiteto João Mansur pelo mundo inspiraram o décor deste lavabo, situado numa casa paulistana. “Seu visual clássico tem um quê de parisiense”, diz ele. O dourado das paredes vem da pintura especial feita com folhas de ouro pela dupla Adriana Pedrosa e Carlota Gasparian. “Quanto mais o tempo passa, melhor o resultado. O revestimento vai mudando de cor e ganhando um lindo aspecto envelhecido”, conta João, que equilibrou o tom marcante com bancada e piso de mármore branco. Como o espaço é pequeno, o profissional valeu-se de um truque para ampliá-lo visualmente: espelhos cobrem toda a parede atrás da pia, inclusive rente ao chão.

   (Foto: Luciana Tomas)

PATCHWORK DE ESTAMPAS
Por Luciana Tomas

A cor foi utilizada neste apartamento em São Paulo com um propósito bem específico: criar uma atmosfera despojada, condizente com o perfil dos moradores, um jovem casal à espera de seu primeiro filho. A arquiteta Luciana Tomas conta que o projeto possui uma base branca, para que outras tonalidades possam ser empregadas no mobiliário e em alguns revestimentos. Assim ocorreu na copa, onde a mesa da Cinex e o pendente da Yamamura ganharam a companhia de um patchwork de azulejos da Pavão Revestimentos. Outra pincelada de cor vem do azul das cadeiras.

 

Fonte: Casa Vogue

Top 10: o melhor do charme rústico

A soberania da madeira e das estruturas expostas

 

O modo mais fácil de deixar qualquer ambiente mais aconchegante é assumir o estilo rústico. Nele, um dos principais elementos, que aparece em abundância, é a madeira. Além disso, tecidos compõem as decorações desta temática. Seja no campo, na praia ou mesmo na cidade, o rústico sempre cabe bem. Embora poucos saibam, há diferentes modos de assumir a rusticidade. Não é preciso transformar seu lar urbano numa casa de fazenda. Para enchê-lo de ideias reunimos dez ambientes super bem decorados nesta matéria. Olhe, se inspire, se apaixone e adote. Com o rústico, não tem erro!

  (Foto: Filippo Bamberghi)

1. A boa medida da mistura

Pegue um projeto de Zanine Caldas. Adicione um punhado de tapetes marroquinos e pufes indianos. Acrescente bancos de Tiradentes e papéis de parede da Espanha. Para apimentar, uma pitada de quadros vindos diretamente da China. Polvilhe tudo com plantas escolhidas por Burle Marx e leve a mistura ao forno em uma vasilha untada com retratos de família no Peru, Bolívia ou deserto de Omã entre enfeites trazidos da Grécia e do México. Essa receita resulta na casa da chef carioca Zazá Piereck, dona do Zazá Bistrô
_________________________________________________________________________

  (Foto: Fernando Lombardi)

2. Decoração que conta história

A madeira é o carro-chefe desta casa. O piso foi feito com tábuas de demolição vindas do interior de Minas e o revestimento do telhado de taubilhas – telhas artesanais, fatiadas no machado, reaproveitando sobras de madeiras – foi recuperado na região. As portas e os portais, que eram de uma casa de fazenda, carregam o desgaste da pintura e da matéria impostos pelo tempo. Pela casa há muitos elementos resgatados ou reciclados. Aqui, a corrosão do tempo, o desgaste dos materiais, a ferrugem e a irregularidade do acabamento foram promovidos de defeitos a virtude.
_________________________________________________________________________

  (Foto: Sveinung Brathen)

3. Décor com dissonantes, com o blues

Uma temática que paira entre o industrial feminino e o rústico moderno dá o tom a este lar norueguês. A sala de jantar, por exemplo, está repleta de opostos complementares, ou mesmo, contrastes. Se a cozinha é prática, ela também é bela. Se é ampla, com o uso de acessórios charmosos, faz-se aconchegante. É evidente que o branco domina a cena, mas há pequenas tonalidades dissonantes em meio à composição que garantem no olhar do espectador uma tensão positiva, prendendo-lhe a atenção. É o caso das peças cor-de-rosa: a banqueta e o candelabro de cinco velas.
_________________________________________________________________________

  (Foto: reprodução)

4. Deixando tudo às vistas

O espírito da nossa época é o da reciclagem. Na onda da sustentabilidade disparada pelo esgotamento dos recursos do planeta, prega-se que precisamos reaproveitar o que já existe. Na reforma deste apartamento em Bilbao, na Espanha, Mikel Larrinaga empregou essa mentalidade. Ficaram à mostra as estruturas arquitetônicas originais do imóvel. Paredes com tijolos aparentes pintados de branco dialogam com as vigas horizontais também aparentes e pintadas no mesmo tom, que dão um toque rústico ao ambiente. O piso de carvalho recebeu uma demão de verniz fosco.
_________________________________________________________________________

  (Foto: Adolf Bereuter)

5. Levou 60 árvores

Na casa em Vorarlberg, Áustria, a madeira é a grande estrela da decoração. Sessenta árvores foram usadas para revestir o exterior e interior do lar, incluindo nesta conta a madeira empregada em portas e móveis. A estrutura de concreto, visível em alguns lados da cozinha, interrompe o tom claro da madeira, conferindo maior riqueza visual à composição. A configuração arquitetônica do ambiente remete aos típicos desenhos infantis, com base baixa e generoso telhado de duas águas. O décor é rústico, ainda que seja minimalista.
_________________________________________________________________________

  (Foto: Filippo Bamberghi)

6. O clima selvagem em casa

Na casa de Alex Atala, em São Paulo, a caça e a pesca são temas constantes, como nas flechas que compõem um candelabro de cristal ou em uma pele da zebra caçada na África que ancora cadeiras de Zanine Caldas e um sofá Chesterfield. Uma das principais fontes de inspiração de sua cozinha, a Amazônia se faz presente tanto na parede amarela azulejada do lavabo, com gravuras de tucanos e um imenso colar de penas vermelhas, quanto na entrada da casa, onde um tecido pintado à mão reproduz pinturas corporais dos caiapós.
_________________________________________________________________________

  (Foto: Filippo Bamberghi)

7. Aberta para o verde da mata

“Tenho verdadeira fixação por cabanas, faço-as há muito tempo. Elas se enquadram muito bem à natureza. Gosto da leveza da madeira, do sapé”, afirma Mónica Penaguião. Sua casa de praia, em Paraty, no litoral fluminense, segue o conceito open-space: sem divisórias entre sala e cozinha ou banheiro e quarto. Com amplas aberturas para o verde, a distância entre a arquitetura e a natureza é estreita. O projeto tem um quê de Indonésia ou das Filipinas com estilo mediterrâneo. No décor, Mónica compõe um mix discreto de design internacional, como as peças de Maarten Baas, e nacional, caso de Zanini de Zanine.
_________________________________________________________________________

  (Foto: divulgação)

8. A rusticidade da indústria

O fotógrafo Rob Brinson viveu por mais de 20 anos nesta construção dotada de 2 mil painéis de vidro. Trata-se de uma antiga sala de fundição de 600 m² do prédio. A abundância da luz natural tem enorme influência no trabalho do fotógrafo, como também na amplidão do loft. Já as vigas de ferro, o forro de madeira no teto, os tijolos aparentes e o generoso pé-direito reforçam o aspecto industrial da decoração. O mobiliário era composto por peças garimpadas em brechós e antiquários do mundo todo. Hoje o lugar é o Centro Cultural King Plow.
_________________________________________________________________________

  (Foto: Rogério Maranhão)

9. Bem à brasileira

A casa na Praia do Marahu, com 200 m² de área construída, foi erguida em oito meses e sem qualquer parte de alvenaria, com 13 tipos de madeira, uma das maiores riquezas paraenses. Entre as espécies, aparecem ipê e pau-roxo. Teve-se o cuidado de se utilizar ao máximo as madeiras de demolição, que pertenceram a antigas construções. As cores genuinamente nacionais aparecem em profusão nesta decoração em tom tropicalista, como deve ser em uma região equatorial. Pela casa ilustram algumas paredes pinturas de um artista local com motivos da flora e da fauna.
_________________________________________________________________________

  (Foto: Henny Van Belkom e Jean-Marc Wullschleger)

10. Renovação na fazenda

Este lar do século 19, no interior da Holanda , antes da reforma era rural em todos os sentidos da palavra. Hoje, o que era o estábulo virou as salas de estar, jantar, lazer e trabalho. Materiais sustentáveis e métodos tradicionais de construção entraram em ação. Muito da matéria-prima empregada era reciclada ou foi encontrada na própria fazenda. O design de interiores, assinado pelo Studio Viva Vida, mistura cores fortes, em móveis modernos, com peças vintage, tudo contra um pano de fundo rústico, ora em madeira, ora em tijolos.

 

Fonte: Casa Vogue

Espelhos ampliam ambientes

Conhecidos pelo recurso de aumentar a profundidade dos ambientes, os espelhos possuem diversas características que podem valorizar seu espaço tornando-o requintado. Mas fique atento às dicas dos profissionais para usar a peça com cuidado sem cometer excessos. Na imagem acima, o living decorado por Jóia Bergamo recebeu o espelho ao lado da lareira, na parede lateral, que permite um aumento de profundidade e não reflete diretamente, de forma frontal, a imagem das pessoas que circulam no ambiente.

O espelho no living acima, projetado por Priscilla e Daniella de Barros, foi colocado para emoldurar a parede e o próprio sofá. “Com o espelho na parede ganhamos profundidade sem comprometer a intimidade dos moradores”, afirma a arquiteta Daniella de Barros. A profissional gosta de utilizar essas peças em seus projetos, mas acredita que cuidados devem ser tomados. “Procuro evitar o espelho frontal porque ele cansa a vista dos moradores”. Outros Recursos podem ser utilizados para quebrar a incidência do reflexo, como apoiar objetos de decoração e iluminação, que dão resultados surpreendentes.

Beleza e versatilidade motivaram a escolha do espelho veneziano para esta sala de jantar, decorada pela designer de interiores Sandra Montero. “O espelho na decoração é símbolo de vaidade, tem a função de ampliar pequenos ambientes e pode ajudar também a duplicar elementos bonitos na ambientação dos espaços”, diz Montero.

Para ganhar profundidade com sofisticação, a arquiteta Patrícia Duarte escolheu colocar o espelho ao fundo da mesa de jantar. O mobiliário em tons escuros e sóbrios evidenciou a utilização da peça.

Nesse dormitório, Marcelo Sesso e Débora Dalanezi utilizaram um armário com portas de correr e espelho para ampliar o ambiente e também auxiliar nas trocas de roupas. “Um armário também sempre é um elemento muito grande em um ambiente, o espelho ajuda a disfarçá-lo”, afirma Dalanezi.

No canto da parede os profissionais colocaram um espelho com moldura. “Essa peça tem uma linguagem mais romântica e usamos para tornar o quarto mais o pessoal possível à moradora. Além disso, a adolescente precisava de um espelho na bancada para que a usasse de penteadeira”, completa Débora.

Na suíte do casal, as arquitetas Daniella e Priscilla de Barros optaram por colocar as portas dos armários espelhadas para serem funcionais e práticas no dia a dia. “Para não cometer exageros no reflexo pode-se colocar espelhos em algumas portas ou uma frase adesivada para tornar o mobiliário mais divertido, dependendo da proposta do ambiente”, afirma Daniella de Barros.

O espelho é um coringa que precisa ser muito bem pensado e usado estrategicamente. O excesso dele cria um ambiente “over” e muito cansativo. Além de sua utilidade direta (reflexo), ele pode deixar um ambiente mais sofisticado e amplo. Pode ser aplicado também para disfarçar um elemento no ambiente, por exemplo, um pilar, mas os profissionais pedem moderação. “ Jamais use um espelho de frente para outro , pois podem causar um efeito de fundo infinito, o que é muito desagradável para quem ficar entre os dois espelhos. Use-o realmente onde ele fizer a diferença”, completa Débora Dalanezi.

Fonte: uol.com.br

Pallets na Decoração

Quem tem pallets parados aí?

Tá na hora de reciclar!
Vivemos em uma era ecologicamente correta em que a sustentabilidade já virou tendência. É possível criar ambientes lindos com objetos recicláveis.
É possível transformar o pallet em sofá, mural, cama, mesa, balanço,  aparador, entre outros objetos de decoração.

Confira abaixo o passo a passo para transformar um simples pallet de madeira em uma mesa de centro para sua sala, por exemplo, ou uma base para a cama, uma estante para a cozinha. Então, mãos à obra.

Nesta foto o pallet virou uma linda prateleira.

alemdaruaatelier.com.br

 

Para esta transformação:
1. Lixe bem o pallet;
2.Depois, é só medir o espaço onde vai fazer as prateleiras, e cortar sobras de compensado e pregar no pallet;
3. Use pregos grandes, para fixar bem a madeira no pallet;
4. E por fim, pinte o pallet de branco, com duas demãos de tinta PVA;
5. As florzinhas foram pintadas com pincel zero;
6. Para finalizar, coloque ganchos nas duas réguas superiores, para pendurar as canecas e também dois ganchos em cada lateral externa, aumentando a utilidade do pallet.

 

alemdaruaatelier.com.br

alemdaruaatelier.com.br

 

Passos para transformação:

1. Posicione o pallet na sala para ver se a peça se encaixa bem no ambiente;
2. Use massa para madeira (ou massa corrida) para eliminar imperfeições e depois lixe;
3. Dê uma demão de tinta base branca para garantir uniformidade;
4. Prepare a mistura usando tinta esmalte à base de água nas cores amarelo ouro e branco;
5. Dê duas demãos de tinta amarela;
6. Para incrementar a peça, mande cortar dois vidros e dois espelhos para cobrir a superfície da forma como está na foto.

pallet3

http://www.revistacasavale.com.br

 

Aqui algumas fotos pra você se inspirar e reciclar:

 

pallet3

blogfeitobrasil.com

blogfeitobrasil.com

 

Algumas camas para você sonhar…

Juntando duas unidades, colocando um tampo de madeira e seis rodinhas. Uma bela lixada e umas boas camadas de tinta.

 

pallet5

pallet6

 

Pra ficar mais alta foram usadas três camadas de pallets.
E notou que charme a iluminação embutida nos vãos? A beleza está nos detalhes

 

pallet7

blogdedecorar.blogspot.com

blogdedecorar.blogspot.com

 

Agora uma versão rústico-chique

 

pallet10

 

Para os mais românticos…

 

pallet9

 

Além de cama, serve como um belo sofá durante o dia!

 

pallet11

pallet12

 

Use os vãos da cama – pallet para guardar sapatos

 

pallet13

 

Veja só: além de ser feita do maravilhoso material reciclado, pallet, ela ainda leva uma porta antiga como encosto.

 

pallet14

http://www.diarioweb.com.br/blogvidaearte

 

Inspire-se!

 

pallet15

pallet16

 

pallet17

pallet18

pallet20

pallet21

 

Transformar a casa com criatividade e economia.
Uma área gourmet externa que reutiliza pallets de madeira de diversas formas, inclusive como suporte para uma churrasqueira.

 

g1.globo.com/platb

g1.globo.com/platb

 

Os pallets são dispostos verticalmente e neles foram colocados dois suportes simples.

 

pallet23

 

Existem muitos projetos decorativos que usam pallets, da mesma forma que existem diversas opções de jardins verticais.
Você também pode fazer uma horta utilizando a mesma técnica.

 

ciclovivo.com.br

 

Basta usar a criatividade, que sua casa pode se transformar!

 

Fonte: Portobello

Inspire-se em 20 ideias para bancadas de cozinha americana

 

A cozinha americana faz parte de grande parcela dos projetos de novos apartamentos e casas, sendo uma ótima aposta para integrar ambientes. O balcão presente na maioria deles precisa ser bem valorizado e se transformar em um espaço de recepção da casa.

O uso de banquetas o torna mais convidativo para que as pessoas se sentem ao seu redor e conversem enquanto a comida é preparada. Móveis, nichos e eletrodomésticos embutidos aproveitam ainda mais o espaço do local.

Confira abaixo 6 dicas práticas que vão ajudar a decorar as bancadas, segundo a designer de interiores Daniela Colnaghi. Depois, navegue pela galeria de fotos e se inspire em projetos propostos por profissionais.

 

1 – Uma bancada de cozinha tem entre 85 cm e 93 cm de altura, sendo 90 cm a altura padrão ideal. Vale lembrar que é alta para cadeiras comuns, feitas para mesas de jantar, com 73 cm a 80 cm de altura. Por isso, as banquetas com altura regulável são apostas certeiras;

2 – Quando o balcão serve de mesa de jantar, aposte em banquetas mais confortáveis, de encosto alto e acolchoadas, já que as pessoas permanecerão mais tempos sentadas. Dê preferência por aquelas feitas de materiais de fácil limpeza, como madeira, plástico reforçado, acrílico ou até mesmo tecidos impermeáveis;

3 – Para saber o número exato de banquetas, calcule 60 centímetros de largura para cada peça;

4 – Os armários que ficam embaixo da bancada devem ter entre 50 cm e 60 cm de profundidade, com base de alvenaria de 5 cm a 7 cm de altura ou suspensos a 10 cm ou 15 cm do piso;

5 – Se quiser um cooktop na bancada, lembre-se que, antes da instalação, é preciso ter um nicho pronto para ele. Não se esqueça de colocar um exaustor para diminuir odores pela casa;

6 – O espaço de circulação mínimo em uma cozinha deve ser de 60 cm.

 

A bancada conta com cooktop.

 

Para aproveitar bem o espaço, a área do balcão conta com gavetas.

 

A bancada, da Millo Móveis, conta com dois lugares mais baixos para as refeições.

 

A bancada em duas cores conta com duas banquetas pretas.

 

O espaço da bancada conta com móveis e eletrodomésticos embutidos, no projeto da In House Designers de Interiores.

 

O balcão amplia e integra os ambientes da casa Foto: Divulgação

O balcão amplia e integra os ambientes da casa.

 

A bancada vazada permite guardar as banquetas embaixo dela.

 

O balcão conta com espaço para gavetas e nichos.

 

No projeto da Jóia Bergamo, o balcão serve de apoio para uma mesa.

 

A bancada é composta por duas prateleiras de vidro, na cozinha americana idealizada pela designer de interiores Leila Libardi.

 

A bancada abriga o cooktop. A mesa, mais baixa, fica disposta ao seu lado.

 

A bancada conta com parte mais baixa para fazer as refeições.

 

A bancada conta com nichos.

 

A bancada em T conta com uma bancada acoplada para fazer as refeições.

 

A bancada do projeto do Studio Ornare disponibiliza espaço para móveis e eletrodomésticos.

 

A bancada apresenta parte mais baixa para fazer as refeições.

 

De olho no conforto, a bancada conta com parte mais baixa para fazer as refeições.

 

No projeto de Leonardo Junqueira, a bancada oferece espaço para móveis e fogão embutido.

 

A bancada central vermelha incrementou o visual da cozinha.

 

Ao lado da bancada vermelha, Olegario de Sá e Gil Cioni apostaram em uma mesa mais baixa.

.

 

Fonte: Vida e Estilo / Casa e decoração

Paredes diferentes: saia do óbvio e aposte em uma decoração moderna

Decoradas com madeira, bambu, adesivos ou rochas, escolha a que mais combina com a sua casa…

 

 

Madeira

 

Mesclando referências, Leonardo Magalhães criou um ambiente que passeia tanto pelo moderno (a parede de madeira escura) e pelo tradicional (os azulejos). Os pequenos excessos criam um local diversificado e rico em detalhes.

 Feito com madeira de reflorestamento – eucalipto citriodora tratado – o ambiente projetado pela arquiteta Celeste Moraes surge entre as árvores, interagindo com o meio. A cobertura em piaçava – palha natural – debruça sobre a inclinação do telhado, acompanhando os galhos das árvores.
 Para criar o clima náutico, o azul marinho caracteriza a decoração em pequenos objetos, como as almofadas. Com ares de casa de praia, o quarto foi pensado por Izilda Moraes como uma homenagem ao velejador Amyr Klink, logo, predominam as cores neutras, como o revestimento vinílico que remete à madeira.

Quadros

 

 Vivania Lourenço entrega um espaço com fotos em branco e preto – do fotógrafo Juca Ferreira – de vários tamanhos e com molduras de madeira de demolição. A iluminação automatizada com fitas de led dá um charme às prateleiras.
 A marca deste ambiente é a mistura de estilos que vai do moderno ao clássico, com uma paleta de cores simples, entre o preto e o branco. O destaque fica para as obras intensas da coleção Pop Art da artista plástica Karla Bratfisch, que assume o ambiente ao lado de Jessica Brandemburgo.
Para que o ambiente não ficasse carregado na cor, a arquiteta Maira Ritter optou por mantê-lo como única peça de tom forte. No caso, o tepete azul. Os quadros na parede deixam a decoração moderna, sem chamar muita atenção.

Espelho

As arquitetas Cláudia Bertucci e Lívia Giacon utilizaram materiais modernos e atuais, como o porcelanato e espelho, para criar este ambiente lúdico e amplo.

 

A sensação que predomina neste ambiente é de atemporalidade. Seus elementos sofisticados trazem à decoração glamour sem parecer pedante. A parede atrás da cama é revestida em espelho bronze, elemento moderno que contrasta com a cortina acetina e o lustre clássico de cristal. O projeto é da arquiteta Calina Mussi.

Bambu

 

Neste ambiente da Triarq Studio, a parede de concreto foi derrubada para dar lugar a um espaço arrojado e também ecológico. Os bambus, além de modernizar o espaço, estabelecem maior circulação de ar e quebra da decoração convencional que poderia caracterizar o ambiente.

Tijolos

 

Heimar Miloco se inspira na família italiana, que tem a tradição de se reunir na cozinha. O ambiente alia materiais rústicos e tendências modernas, como o fogão no centro da cozinha e a parede de tijolos envelhecidos.
A inspiração deste ambiente veio das tendências do tradicional design italiano. Fica clara a leitura contemporânea dos espaços, e ainda mais valorizada pelo contraponto nos detalhes de design clássico, na Sala de Almoço. As formas puras e simples, juntamente com a cartela de cores neutras empregadas, criaram uma atmosfera requintada na Cozinha. O ambiente é assinado por Evelyn Midori.
Para retratar a Itália, o ambiente mescla o rústico com o contemporâneo, utilizando materiais que lembram o país. Um rack foi projetado exclusivamente para o ambiente, com mármore importado e madeira de demolição. A automação é destaque do ambiente projetado por Vivania Lourenço.

Tecido

 

Pensado para um casal moderno, este quarto é dominado pelas texturas aveludas e tons cleans. O  conjunto fica sofisticado, mas principalmente aconchegante e acolhedor. O painel de veludo, escolhido por Ellen Cavalcanti e Paula Ferraz, tem iluminação embutida que compõe com o papel de parede bordado.

O painel atrás da televisão é feito em linhas horizontais que continuam na cortina romana logo ao lado. Essas linhas ajudam a criar uma ilusão de amplitude. Ilusão essa que a arquiteta Ana Maria Moauwadcontinua com os espelhos em tiras horizontais. Eles também ajudam a refletir a luz no ambiente claro e todas essas características ajudam a criar a sensação de espaço mais amplo no apartamento de 40 m².

Adesivo

 

A paixão pelo cinema é o que define este ambiente montado pela Mudo Minha Casa. Os adesivos ocupam boa parte da parede lateral, trazendo um tom nostálgico e ao mesmo tempo moderno para a sala de cinema da família.
A pequena escrivaninha montada para o quarto do casal ganhou um tom moderno com o acréscimo do adesivo rosa e forma de árvore da Mudo Minha Casa. Quebrando a amenidade do espaço, o adesivo traz destaque e distinção, rompendo com a estrutura básica do local .

 

Combinando com a cor da cama, o adesivo da Mudo Minha Casa – em formato de árvore no outono – brinca com o ambiente, tornando o espaço mais jovial e menos óbvio. As cores fortes estimulam os olhos de quem observa o quarto .

Desenhos

 

O painel em grafite na parede é a estrela deste espaço de convívio familiar projetado por Andréa Hermes Silva e Tatiana Filomeno.  A dica de Andréa é iniciar a decoração escolhendo o grafite e, a partir de suas cores, selecionar os móveis, optando por cores neutras ou por peças chaves nos tons principais da arte. Por isso, nesse ambiente foram usadas a poltrona vermelha e o armário azul .

 

Neste quarto moderno de um menino, a arquiteta Mari Ani Oglouyan usou um móvel planejado para solucionar a falta de espaço. A cabeceira da cama na verdade é um lambri (forro de madeira) e, embutido nela está um criado-mudo suspenso. Assim, a bicama pode correr por baixo dele se houver visita. O espelho em todo armário amplia o quarto.

 

Formas geométricas

 

Nesse ambiente, ângulos retos e bem definidos marcam o revestimento da parede. Suas linhas retas e volumes cria um efeito de sombra que pode variar ao longo do dia.

O brilho do revestimento ilumina a parede desse ambiente, trazendo a elegância dos metais nobres, ao mesmo tempo em que sua textura dá um toque rústico ao espaço. Feitas artesanalmente, as peças da linha Lucce, da Castelatto, possuem quatro tamanhos diferentes, possibilitando variadas composições.

Projetado para o homem que gosta de cozinhar enquanto recebe os amigos, o loft das arquitetasLuciana Pastore e Maria Paula Giuliano tem elementos que representam a passagem do tempo em suas mais variadas formas, algo que se amplia na parede do ambiente.

Azulejo

 

A busca pela identidade do local fez com que a arquiteta Milene Ferrari procurasse materiais e soluções para o resgate das construções de antigas fazendas. Ela trabalhou com produtos retrô mesclados aos materiais contemporâneos. Nos 54 m² do ambiente a profissional usou azulejos de 20 cm x 20 cm com desenhos antigos, mas com combinações modernas de cores, juntamente com o piso de cimento, fazendo a releitura às antigas fazendas.
Essa cozinha consegue um clima retrô apenas com os azulejos. As peças de 15 x 15 cm com padrões azuis remetem aos clássicos azulejos portugueses que fizeram parte da decoração das casas mais antigas aqui no Brasil. São da linha Patchwork, da Eliane.
Nada de padrões ou azulejos tradicionais. Neste ambiente o uso diversificado de cores e formas distintas é o que revoluciona o espaço, que brinca com a cerâmica como um imenso mosaico colorido.
.
Fonte: Abril Mdemulher

O luxo das piscinas modernas

Há pessoas apaixonadas por piscina, assim, não importa o clima, sempre é possível buscar a possibilidade de tomar um banho de piscina. Assim, as piscinas são instaladas em diversos lugares da casa, no banheiro, na sala, no quarto ou na varanda do apartamento.

É interessante observar a arquitetura dos prédios que se adaptam às piscinas e também a criatividade dos arquitetos e designer que projetam um ambiente com uma piscina, sendo que na maioria das vezes essa piscina é térmica.

A opção por uma piscina muitas vezes é também uma opção por saúde, devido aos benefícios que a natação proporciona. No entanto, tratando-se de decoração a piscina faz toda a diferença em uma casa, que além de ficar super sofisticada, fica divertida e agradável para diversos encontros.

Selecionamos alguns modelos de ambientes decorados com piscina para você se inspirar, confira abaixo.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Pontto Lavabo